Marketing de Conteúdo em 2019

Marketing de Conteúdo em 2020

O trabalho dos profissionais de marketing, desde o início da história, é contar boas histórias. Boas histórias geram interação, engajamento e vendas. Boas histórias podem ser contadas das mais diversas formas, desde uma imagem, um gif, um texto, um vídeo ou qualquer outra forma de conteúdo. Se você não conta boas histórias aos seus consumidores, é preciso rever sua estratégia.

À medida que a tecnologia e os mecanismos de pesquisa mudam, o mesmo acontece com as estratégias que os profissionais de marketing usam para envolver seus clientes online. Se você não está se mantendo no topo das mais novas tendências em Marketing de Conteúdo, sua marca será deixada para trás, pura e simplesmente.

No entanto, proprietários de empresas ou profissionais de marketing podem ficar sobrecarregado tentando se manter no topo de todas as estratégias mais recentes. Afinal, são diversos assuntos, plataformas e conhecimentos diferentes que um profissional deve ter em seu radar.

Neste artigo, vou abordar rapidamente as últimas tendências de Marketing de Conteúdo para 2020, mas antes, vamos a definição:

O que é Marketing de Conteúdo?

Marketing de Conteúdo é uma abordagem de marketing estratégico focada na criação e distribuição de conteúdo valioso, relevante e consistente para atrair e reter um público claramente definido e então gerar uma ação lucrativa com o cliente.

Sendo assim, conteúdo precisa ser valioso, relevante e consistente! Mantenha isso em mente!

Conteúdo não é apenas uma moda passageira, muitos empresários e profissionais de marketing B2B e B2C que converso relatam que estão usando o Marketing de Conteúdo para aumentar os leads e impulsionar sua marca.

Ficar à frente dessas mudanças pode dar à sua empresa uma vantagem competitiva em um mercado lotado.

Publique apenas o seu melhor material e seja consistente

Com tanto conteúdo sendo produzido, a competição na atual chamada “economia da atenção” nunca foi tão intensa. Como tal, é vital que você publique apenas o melhor conteúdo possível. É melhor publicar um post excelente por semana do que cinco posts rasos por semana.

Você deve definir a barra de qualidade num patamar bem alto. Isso pode ser um desafio até mesmo para as equipes de produção de conteúdo mais experientes, mas é essencial destacar-se de uma multidão cada vez maior e fazer com que sua voz seja ouvida. Aceite que a produção de conteúdo excepcional exige tempo, esforço e dinheiro – e que não há atalhos.

Avalie o sucesso de seu conteúdo com dados

Um dos equívocos mais comuns sobre Marketing de Conteúdo é que, simplesmente publicando posts em blogs, sua empresa decolará magicamente e você será assediado por exércitos de potenciais clientes ansiosos, clamando por qualquer coisa que você venda. Infelizmente, este é raramente o caso. Os profissionais inteligentes de Marketing de Conteúdo não apenas produzem conteúdo excelente, mas também sabem como medir os resultados de seus esforços.

Alguns blogueiros se contentam em dar uma olhada no número de compartilhamentos que sua última publicação acumulou e fazem um julgamento sobre seu sucesso com base nisso. No entanto, até mesmo o post do blog mais amplamente compartilhado pode ficar aquém de atingir suas metas de negócios. O que você quer que seu conteúdo realmente realize e como você o medirá?

Seja o que for que você queira que seu conteúdo faça, é crucial avaliar o desempenho de seu conteúdo usando análises e outras abordagens baseadas em dados. Caso contrário, você pode estar desperdiçando seu tempo e dinheiro com conteúdo que não está fazendo nada para sua empresa. Para alguns, o sucesso pode ser medido no tráfego geral usando o Google Analytics. Para outros, compartilhamentos sociais ou métricas de atenção, como profundidade de rolagem, podem ser mais importantes, uma métrica que pode ser medida por ferramentas como o CreazyEgg (https://www.crazyegg.com), ClickTale (https://www.clicktale.com), Lucky Orange (https://www.luckyorange.com) entre outros.

Certifique-se de que está realmente avaliando o desempenho de seu conteúdo de forma consistente para garantir que seu tempo e seu dinheiro estejam sendo usados ​​de maneira inteligente e produtiva.

Adapte seu conteúdo

O melhor conteúdo requer tempo, esforço e habilidade para produzir. Mesmo que você esteja distribuindo seu melhor conteúdo gratuitamente, isso não significa que você não possa obter um retorno maior do investimento em seu conteúdo. É por isso que muitas empresas redirecionam o conteúdo de um formato para vários outros formatos.

Pense no último post do blog que você publicou que teve um bom desempenho. Ele ressoou entre os leitores porque serviu como um recurso valioso e perene? Ofereceu ao seu público algo que não encontraram em nenhum outro lugar? Então provavelmente faria bem como um guia para download. Da mesma forma, algumas postagens no blog podem ser adequadas para serem enviadas via e-mail marketing ou até um webinar ao vivo. No entanto, se você optar por redirecionar seu conteúdo, certifique-se de obter o valor do seu investimento em produção de conteúdo.

Reutilize seus melhores títulos em anúncios de PPC

Se você estiver executando uma campanha de PPC (Google ADs) e produzindo conteúdo, considere a possibilidade de redirecionar suas manchetes com melhor desempenho para seu anúncio de PPC. Se uma manchete ressoou fortemente com seus leitores, uma variação dela provavelmente ressoará fortemente com os possíveis compradores.

Seu anúncio PPC e o conteúdo compartilham os mesmos “ganchos”. A chamada que chamou atenção do público para o seu conteúdo pode ser também chamativa para os seus anúncios. No entanto, o Google ADs possui limitação de caracteres, então a adaptação é fundamental.

Se uma postagem recente, um seminário online ou um ebook excedeu suas expectativas, execute um teste A/B para ver se ele funciona tão bem quanto um anúncio.

Aceite que nem todo o conteúdo tem que contar uma história

Pode parecer contraditório, pois eu falei no começo deste artigo que o trabalho de profissionais de marketing é contar boas histórias. Mas vamos lá… Acredito firmemente que contar histórias é uma habilidade crucial para os profissionais de Marketing de Conteúdo cultivarem, e que contar histórias de marca é uma das maneiras mais eficazes de alcançar novos clientes potenciais com sua mensagem.

No entanto, isso não significa que todo o conteúdo seja narrativo ou que todos os profissionais de Marketing de Conteúdo sejam contadores de histórias.

Nem todo conteúdo tem que contar uma história. Às vezes, um post simples que serve a um propósito e fornece valor para seus leitores é mais que suficiente.

Não tenha medo de contar histórias se isso for o que faz mais sentido para o seu conteúdo, mas não acredite que todo conteúdo tem que ser uma narrativa envolvente e complexa – simplesmente não é verdade.

Abuse dos vídeos

Você não precisa mais de uma câmera cara ou de um software de edição de alta tecnologia para criar um vídeo e comunicar sua mensagem. Tudo o que você precisa é de um smartphone, um tripé, suas redes sociais e o seu site para poder criar vídeos e interagir com o seu público.

No entanto, caso você queira fazer uma produção melhor, é possível encontrar em lojas, sites e no próprio Mercado Livre câmeras e kits de iluminação muito em conta.

A dica que sempre dou é: comece pequeno. Não invista muito dinheiro no começo. Produza seus conteúdos e conforme as necessidades vá comprando os equipamentos.

Utilize todos os recursos disponíveis nas redes sociais para veiculação de vídeos. Seja transmissões ao vivo pelo Facebook, YouTube e Instagram. Use o Instagram Stories de 15 segundos, vídeos de 1 minuto e agora o IGTV com seus vídeos de até 1 hora.

Transmissões ao vivo costumam gerar mais engajamento do que posts comuns e acabam tendo um alcance maior, já que o Facebook exibe seus vídeos para um novo público, afim de gerar afinidade.

Declínio do alcance orgânico no Facebook

Muitas empresas estão sofrendo com a queda do alcance orgânico do Facebook, distribuir conteúdo por esta rede social está sendo cada vez mais difícil. No entanto, o Instagram tem tomado o lugar e o YouTube mantém sua constância na distribuição.

Que a verdade seja dita: depender de plataformas de terceiros para distribuir seu conteúdo é ficar a mercê das regras e imposições aplicadas por eles. Nunca aposte todas as suas fichas em uma única rede social ou em único canal de comunicação.

A dica que dou é: crie canais de conexão direta com seu público, como um site, e-mail marketing, campanhas de SMS e Whatsapp.

Há diversas ferramentas de e-mail marketing disponíveis, o custo de utilização caiu bastante nos últimos anos, não chegando ao 1 centavo por disparo. No entanto, busque por uma ferramenta confiável e de qualidade. Ferramentas ruins podem acarretar em baixa entrega dos seus e-mails.

No entanto, não importa qual ferramenta você vai usar, construir e aumentar sua lista de e-mail é a chave. Defina seu público, saiba onde segmentar esses consumidores em potencial e faça com que eles ajam – nesse caso, fornecendo a você as informações que precisa, o e-mail. Obviamente, você precisará fornecer algo para isso, como conteúdo de qualidade, e-books entre outros materiais. Se você achar que seus números de assinante estão caindo, talvez seja hora de reavaliar e redirecionar sua campanha.

Conteúdo original e de qualidade

Em 2020, o Marketing de Conteúdo envolve a criação de conteúdo interessante com o qual as pessoas realmente querem se envolver. Pare de falar sobre sua marca e comece a criar conteúdo que as pessoas queiram ler, assistir ou ouvir. Veja o que as grandes marcas estão fazendo. A Apple recentemente se comprometeu a gastar US $ 1 bilhão em conteúdo original para sua plataforma de streaming. A PepsiCo abriu um novo estúdio de criação de conteúdo no centro de Nova York com o objetivo de gerar receita e criar um veículo para anunciar seus produtos. Empresas.

Empresas como Target (https://www.youtube.com/user/Target), Lowes (https://www.youtube.com/user/Lowes) e Ikea (https://www.youtube.com/user/IKEA) possuem canais surpreendentes no YouTube.

Temos bons exemplos também no Brasil, um deles posso destacar é a Dremel Brasil (https://www.youtube.com/user/DremelBrasil) que além de expor suas ferramentas, também da dicas e tutoriais. Outro bom exemplo é a Irwin Ferramentas (https://www.youtube.com/user/IRWINFerramentas) que também em seus vídeos expõe não só seus produtos, mas educa.

Não fale apenas dos seus produtos, eduque, ajude e ensine seus consumidores. Em seguida listo exemplos de empresas que estão fazendo um ótimo trabalho de conteúdo no YouTube, MAS poderiam fazer ainda melhor se só ao invés de falar de seus produtos, também ensinassem algo aos seus consumidores. Exemplos: Makita Brasil (https://www.youtube.com/user/MakitaBrasil), Bosch Ferramentas (https://www.youtube.com/user/BoschFerramentas) e Dutra Máquinas (https://www.youtube.com/user/DutraMaquinas).

Postagens patrocinadas, e-mails marketing (que não geram valor) e anúncios tradicionais não são mais tão eficazes quanto eram antes. Se você não criar conteúdo útil e interessante em 2020, seus resultados vão cair.

Seja ousado e fale sua opinião

Um dos maiores desafios enfrentados pelos profissionais de Marketing de Conteúdo é competir e superar o grande volume de conteúdo produzido. Com literalmente milhões de posts sendo publicados todos os dias, fazer sua voz ser ouvida sobre a enxurrada de conteúdo pode ser uma tarefa quase intransponível – a menos que você tome uma posição que ninguém mais esteja disposto a aceitar.

Muito do conteúdo que está sendo produzido simplesmente papagaia e regurgita as opiniões e pontos de vista de alguns poucos. É por isso que os leitores estão rapidamente se tornando insensíveis ao conteúdo – se há centenas de blogs dizendo as mesmas coisas, por que os leitores desperdiçam seu tempo consumindo esse conteúdo? É isso que faz com que produzir conteúdo contrário seja tão poderoso.

Tomar uma posição impopular, falar o que pensa quando os outros não querem, e flertar com a controvérsia pode ser uma estratégia poderosamente eficaz em seu conteúdo. Naturalmente, você deve tomar cuidado para não ofender ou ser contrário por si mesmo, mas ouse ser ousado e falar o que pensa.

Vá atrás de palavras-chave específicas com o seu conteúdo

Em um mundo ideal, não teríamos que nos preocupar com SEO. Nós publicamos posts perspicazes e instigantes sobre nossos tópicos escolhidos, e encontramos enormes públicos online ansiosos para aprender com nossa experiência e comprar o que estamos vendendo. Obviamente, não vivemos nesse mundo e temos que pensar em SEO.

Alguns especialistas em conteúdo defendem uma abordagem “sem palavras-chave” para o conteúdo. Publicar conteúdo que sirva os interesses dos leitores em primeiro lugar e não se preocupe com nada tão “desagradável” quanto a segmentação por palavras-chave. Novamente, isso é ótimo em um mundo ideal, mas é uma selva lá fora – se você não está pensando em segmentação por palavras-chave, pode apostar que seus concorrentes estão. É por isso que vale a pena segmentar palavras-chave específicas com seu conteúdo antes de você produzi-lo.

É claro que você pode mesclar entre conteúdos focados em palavras-chave e conteúdos com tópicos criados e definidos por você!

Assegure-se de que seu conteúdo reflita a voz da sua marca

O Marketing de Conteúdo é uma das melhores maneiras de desenvolver e refinar a “voz” de sua marca. No entanto, até mesmo empresas grandes e bem financiadas, com equipes de conteúdo dedicadas, podem se esforçar para identificar e definir como a voz de sua marca realmente soa, especialmente quando se trabalha com equipes maiores.

Garantir a continuidade da voz da marca, principalmente em equipes maiores, pode ser um desafio. Ele exige uma revisão constante dos padrões editoriais para garantir que a qualidade e o tom sejam consistentes, bem como uma visão geral de alto nível do seu blog e do conteúdo em geral. No entanto, embora o desenvolvimento da voz da marca através do conteúdo possa ser um desafio, vale a pena considerar.

Para cada postagem, faça perguntas sobre como o conteúdo avança e desenvolve a voz da sua marca . A escrita reflete os valores de sua empresa? O que o tom diz sobre como é fazer negócios com você? A voz da sua marca é sincera, forçada e artificial? Essas são todas as perguntas que podem ajudar você a controlar a voz da sua marca e refinar suas mensagens por meio do conteúdo. Ao responder a essas perguntas (e corrigir o curso quando necessário), você também fornecerá ao seu público uma experiência mais coesa como marca, algo ao qual todos os blogs devem aspirar.

Inspiração fora do seu segmento

Muita vezes equipes de marketing tentam buscar inspirações para conteúdo dentro do seu segmento e muitas vezes acabam encontrando seus concorrentes fazendo um péssimo trabalho e então colocam a “régua da qualidade” lá embaixo.

Em minhas pesquisas quando presto consultoria em marketing digital a um cliente eu até analiso os concorrentes, mas as inspirações acabam vindo de outros segmentos, influenciadores digitais e sites de conteúdo.

Abra mais seus olhos e veja o que as pessoas estão fazendo, pegue inspirações até dos meios mais improváveis!

Aprimore constantemente suas habilidades de escrita

Um desejo de 10 entre 10 profissionais de conteúdo é desenvolver melhor a habilidade de escrever. E muitos não criam mais conteúdo por não confiar em sua escrita e no desenvolvimento de seus textos.

Melhorar e evoluir é uma necessidade constante. Você pode fazer por prazer ou por obrigação, eu prefiro por prazer.

Para melhorar minha capacidade de escrever eu procuro ler bastante e ler livros! Não fique somente com o conteúdo online, leia livros de qualidade e de diversos temas. Aprendo muito com a leitura.

Outra maneira de desenvolver sua escrita é a prática. Procure escrever com frequência. E em sua vida pessoal, evite escrever abreviado em conversas. Eu tenho uma mania sempre escrever corretamente, mesmo em conversas informais no Whatsapp.

Mesmo que você saiba o que está fazendo quando se trata de conteúdo, adote a mentalidade do estudante perpétuo e nunca fique satisfeito. Esforce-se para empurrar suas habilidades de escrita para o seu limite – em seguida, empurre ainda mais longe. Quanto mais tempo e esforço você investir em aperfeiçoar suas habilidades de escrita, mais leitores atrairá.

Responda a perguntas complexas com o seu conteúdo

Citei anteriormente a importância de desenvolver conteúdos focado em palavras-chave. Embora, isso possa ser interessante, e é, buscar classificações para consultas de pesquisa complexas pode ter um retorno ainda maior, ou seja, classificar no Google Featured Snippet.

O Google Featured Snippet é uma das mais cobiçadas posições da página de resultados do Google. Se o seu conteúdo responder a uma pergunta complexa ao aparecer no Snippet em destaque, você poderá não apenas direcionar uma tonelada de tráfego de referência para seu site, mas também poderá dar um grande impulso à sua marca em termos de experiência no assunto. A confiança do usuário no conteúdo promovido no Snippet em destaque é alta, o que significa que, se o Google escolher seu conteúdo para responder a uma pergunta complexa, sua marca ganhará muito.

Inicie o remarketing de conteúdo

O investimento em tempo e dinheiro para desenvolver um conteúdo é grande, e muitas vezes empresas investem nisso e não sabem aproveitar a continuidade deste conteúdo. Há uma maneira infalível de garantir que mais pessoas vejam, interajam e respondam ao seu conteúdo, e isso é o remarketing de conteúdo.

Da mesma forma que você usa (ou deveria usar) o remarketing em suas campanhas de PPC para maximizar o impacto, é possível usar o remarketing para gerar mais retorno do conteúdo que está produzindo. Isso resulta em uma maior conscientização da marca e, espero, maior envolvimento com o conteúdo que você gastou tanto tempo e esforço produzindo.

Embora incrivelmente poderoso, o remarketing de conteúdo ainda é a exceção, e não a regra. Muitas empresas simplesmente não pensam em aproveitar o remarketing para promover seu conteúdo.

Conclusão

Você não pode mais deixar de adiar o Marketing de Conteúdo. Na verdade, 2020 é o melhor momento para investir nesta estratégia. À medida que a indústria se distancia do conteúdo de marca destinado a vender (mesmo gentilmente) ao conteúdo como um veículo, há grandes oportunidades abertas para que novas marcas entrem no mercado e atraiam a atenção dos consumidores.

Se criar um plano e obter adesão das partes interessadas parece complicado, comece pequeno com um plano de Marketing de Conteúdo de uma página e construa à medida que aprende.

É hora de parar de perguntar como o seu Marketing de Conteúdo pode impulsionar as vendas e começar a perguntar o que seu conteúdo pode fazer pelo seu público.

JUNTE-SE A NOSSA LISTA VIP

Junte-se a mais de 150.000 pessoas que recebem nossos conteúdos e agendas de workshop

ARTIGOS RELACIONADOS

ESPERE!

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS E AGENDA DE WORKSHOPS​