15 maneiras de Melhorar seu Site em WordPress

Ter um site de sucesso exige que os desenvolvedores fiquem alguns passos à frente dos concorrentes. Uma maneira de fazer isso é ter um site rápido com alto desempenho.

Para a sua felicidade, se você tem um site WordPress, existem algumas maneiras de otimizar seu site e melhorar o desempenho dele de um jeito relativamente fácil. Neste artigo abordaremos 15 dicas gerais otimizar WordPress e manter tudo funcionando sem problemas!

Vamos lá!

Por que otimizar WordPress é tão importante?

Com a evolução da internet, muitos dos usuários tem ficado mais impacientes, diante disso o Google tem dado preferência no posicionamento dos resultados de pesquisa a sites com carregamento mais rápido. As páginas desenvolvidas com tecnologia de carregamento rápido conhecida como AMP (Accelerated Mobile) vem recebendo prioridade do gigante das buscas. Portanto, a velocidade do seu site se tornou um fator de classificação no Google. 

Em outras palavras, um UX envolvente gera conversões mais altas e um site rápido significa uma melhor experiência do usuário. Sites lentos fornecem uma experiência ruim e são um fator de classificação negativo.

Em relação ao tempo de carregamento da página e ao comportamento do usuário, temos as seguintes estatísticas:

  • Cerca de 47% dos usuários desejam que uma página da Web seja carregada em dois segundos ou menos.
  • Há uma perda de 7% nas conversões, uma diminuição de 16% na satisfação do cliente e uma redução de 11% nas visualizações de página, se um site demorar até um segundo.
  • Aproximadamente 79% dos usuários provavelmente não retornarão se ficarem desapontados com o desempenho de um site.
  • Cerca de 40% dos visitantes deixam um site que leva mais de três segundos para carregar.
  • Durante o período entre 2000 e 2016, o tempo de atenção humana padrão caiu de 12 para 8 segundos.

Embora possa parecer teórico, cada segundo conta quando se trata de conversão e retenção de visitantes. Neste artigo, mostraremos algumas maneiras de ajudá-lo a melhorar seu site em WordPress.

1. Use uma estrutura WordPress corretamente codificada

Quando se trata de Temas, os usuários devem se concentrar apenas no cumprimento de seus requisitos e nada mais.

Um tema leve é uma excelente opção para o usuário incluir funcionalidade através de alguns plugins, conforme seus requisitos. O site pode ficar muito lento se o usuário adicionar muitos recursos e elementos atraentes aos seus temas.

2. Minimize arquivos CSS e JavaScript

A velocidade de carregamento do site pode ser melhorada quando o tamanho dos arquivos JavaCript e CSS são minimizados. Isso ocorre porque arquivos maiores levam mais tempo para baixar. O site será carregado muito lentamente se usar muito JavaScript, portanto, é recomendável usar somente quando for necessário.

3. Utilize Uma CDN (rede de entrega de conteúdo)

Os usuários que visitam seu site são de várias regiões do mundo. A velocidade de carregamento de um site depende de dois fatores: a localização do usuário e a distância da região de hospedagem do site.

Se a localização do usuário for muito distante, o servidor da Web precisará fazer o download de tudo do mundo inteiro, o que reduzirá a velocidade de carregamento do site.

A rede de entrega de conteúdo é um cluster de servidores distribuídos geograficamente em todo o mundo. Eles operam em conjunto para fornecer conteúdo muito rapidamente na internet.

Uma CDN resolve o problema da baixa velocidade de carregamento hospedando os arquivos estáticos do site em vários servidores simultaneamente em todo o mundo. Quando um usuário visita o site, a CDN fornece dados do site a partir do local mais próximo e reduz o tempo de carregamento para o usuário.

Independentemente da localização geográfica, os usuários terão um tempo de carregamento rápido e persistente para os sites. A CDN também facilita a transmissão dos recursos necessários para o carregamento de conteúdo na Web, como arquivos JavaScript, vídeos, páginas HTML e imagens em um ritmo acelerado.

A velocidade e a segurança do site também melhorarão, pois cada servidor possui uma cópia do site. Assim o site será a prova de falhas devido a uma série de servidores proxy que a CDN estará usando. Isso impedirá o colapso do site devido ao tráfego extremo.

4. Desinstale ou desative plugins desnecessários 

Ter plugins desnecessários em um site WordPress pode aumentar o volume de backup e isso sobrecarregará o servidor quando os arquivos de backup estiverem sendo gerados. Além disso, uma imensa quantidade de lixo será adicionada aos arquivos da web.

5. Não hospede vídeos no seu site  

Hospedar e reproduzir vídeos no WordPress custará largura de banda e aumentará o custo para o usuário se ele tiver uma conta de hospedagem limitada. Além disso, será mais difícil a realização de backups do site, pois será maior devido aos vídeos. Atualmente, existem vários sites de hospedagem de vídeo que são muito úteis no mesmo. Além disso, com incorporações automáticas, o usuário pode copiar o link DailyMotion, Vimeo ou YouTube e colá-lo no editor do WordPress.

6. Use LazyLoad para suas imagens

Um site de alta qualidade precisa de vídeos e imagens de alta qualidade. O site terá desempenho reduzido e diminuirá a velocidade se houver muitos vídeos e imagens nele. Os usuários podem usar o carregamento lento para economizar largura de banda carregando menos dados para os visitantes antes que eles sejam visualizados.

O que o LazyLoad faz é ter apenas imagens visíveis na janela do navegador do usuário. Quando o usuário rolar para baixo, as outras imagens começarão a ser carregadas antes de serem exibidas.

7. Os redirecionamentos da página de destino devem ser evitados

Para os visitantes do site, o redirecionamento de HTTP de uma URL para outra, aumentará o tempo de espera adicional para eles. Para evitar isso, use uma versão de URL preferida do site. 

Por exemplo, nunca vincule o site externamente e/ou internamente se o usuário estiver usando a versão WWW do URL. Além disso, ao instalar o SSL, use o plugin SSL simples para alternar o site inteiro, incluindo todos os URLs para HTTPs.

8. Invista em um provedor de hospedagem de qualidade 

Hospedar um site em um provedor de hospedagem compartilhada que oferece espaço ilimitado, domínios, e-mails, largura de banda e muito mais, pode ser uma ótima ideia, mas pode resultar em períodos de inatividade frequentes devido ao tráfego intenso, diminuindo assim a velocidade do site. Portanto, a hospedagem do site é muito importante, pois afetará seu desempenho.

As estruturas de hospedagem compartilhada falham em fornecer 99% de tempo de atividade durante todo o mês. Além disso, eles não podem fornecer bons horários de carregamento durante o horário de pico.

Como o usuário está compartilhando a mesma capacidade do servidor com vários outros sites, a hospedagem compartilhada oferece um desempenho muito decepcionante. Sendo impossível descobrir o número de recursos que estão sendo utilizados por outros. A velocidade é muito importante e essa área não pode estar comprometida.

9. As imagens devem ser otimizadas

Imagens requerem mais espaço do que CSS ou texto, pois compõem a maior parte da página da web. Elas precisam ser compactadas ou reduzidas, sem sacrificar sua qualidade, pois contribuem significativamente para uma página da web.

Imagens não compactadas são de qualidade superior, mas demoram mais tempo para o carregamento devido ao grande tamanho do arquivo. Por outro lado, as imagens compactadas são muito pequenas e carregam mais rapidamente, mas são de qualidade inferior e perdem um pouco de informação. 

Recomendamos o uso do PNG para imagens mais simples e, para imagens com muitas cores, o uso do formato JPEG.

Obs: Caso a imagem seja da internet, ela deverá ser redimensionada para o menor tamanho possível, pois essas imagens serão muito grandes e diminuirão a velocidade do site, levando mais tempo para carregar.

10. Utilize plugins de cache eficaz do WordPress com um mecanismo de cache avançado 

Banco de dados, hospedagem de baixa qualidade, temas e plugins devem ser otimizados por meio do cache de páginas no site WordPress. Os problemas de tempo de carregamento da página geralmente são corrigidos com a ajuda do cache da página.

Os usuários podem publicar arquivos HTML estáticos em vez de arquivos dinâmicos com a ajuda de plugins de cache. Recomendamos usar um plugin de cache para o site WordPress, pois eles reduzem o tempo de carregamento de uma página, por não precisarem de comandos MySQL ou PHP para executar.

O desempenho e a velocidade de um site melhoram significativamente devido ao carregamento mais rápido de arquivos em cache estáticos, em comparação com arquivos dinâmicos. O armazenamento em cache ajuda a melhorar a classificação no Google, pois carregamentos mais rápidos de sites obtêm visualizações mais favoráveis ​​nos buscadores e  também melhoram a experiência do usuário, além de reduzirem a carga nos servidores de hospedagem.

11. Use a compactação Gzip

A compactação é muito benéfica se houver uma repetição na codificação e nos dados. O site WordPress consiste em vários arquivos compilados juntos; portanto, o processo de compactação é aplicável aqui, semelhante à maneira como é aplicado em arquivos zip.

Ele pode tornar os arquivos do site mais compactos, e isso os torna mais rápidos para baixar. Atualmente, os mecanismos de pesquisa podem interpretar arquivos compactados, o que a torna uma excelente opção para melhorar a velocidade de carregamento do site WordPress.

A utilização da largura de banda e o tempo necessário para acessar o site podem ser minimizados com a ajuda do GZIP, com ele pode-se compactar vários arquivos. O mecanismo de pesquisa precisará descompactar o site antes que o usuário possa acessá-lo.

12. Use scripts externos mínimos

Os scripts externos podem aumentar o tempo de carregamento no site, pois adicionam uma quantidade enorme de dados. Portanto, é melhor utilizar apenas scripts essenciais, por exemplo, ferramentas de rastreamento ou sistemas de comentários.

13. A página inicial deve sempre ser otimizada

Quando os usuários visitam um site, a primeira coisa que veem é a página inicial. Portanto, a página inicial do site sempre deve ser otimizada. Verifique se a página inicial é mínima e clara.

Recursos excessivos não apenas aumentam o tempo de carregamento da página, mas também distraem os leitores.

Uma boa página inicial é como um mapa, no qual os usuários podem navegar facilmente. Não deve ter muitos recursos e o design deve ser limpo e focado, assim fará com que a página inicial seja carregada mais rapidamente e também com boa aparência.

14. Corrija seus links quebrados

Links externos quebrados causarão uma má experiência para o usuário. Links quebrados nos URLs CSS, JavaScript e de imagem de um site podem reduzir drasticamente a velocidade dele.

15. Mantenha o WordPress e seus componentes atualizados

Mantenha o WordPress atualizado. Essas atualizações vão melhorar a funcionalidade, aumentar a segurança e corrigir erros gerais. Um site atualizado será executado com eficiência e também é mais seguro.

Manter a tecnologia principal atualizada é outro método que um usuário pode adotar para otimizar o site WordPress. As versões mais recentes de PHP, HTML e outras tecnologias da Web têm todos os novos recursos, melhorias e melhor desempenho. Sempre fique atualizado.

Gostou das nossas dicas? Veja mais dicas como essas em nosso blog, e fique por dentro de tudo dessa tecnologia!

JUNTE-SE A NOSSA LISTA VIP

Junte-se a mais de 150.000 pessoas que recebem nossos conteúdos e agendas de workshop

COMPARTILHE CONHECIMENTO

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

ESPERE!

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS E AGENDA DE WORKSHOPS​